Juventude de Belém

Espaço dedicado ao GRANDE CLUBE DE FUTEBOL "OS BELENENSES"

terça-feira, fevereiro 20, 2007

BELENENSES 1 - ACADÉMICA 2

A equipa de futebol de «Os Belenenses» foi ontem à noite derrotada pela formação da Académica de Coimbra, por 1-2, num encontro relativo à 18ª Jornada da Liga BWIN, disputado no Estádio do Restelo.

Depois de um dia marcado pelas más condições atmosféricas, que certamente afastou público do Estádio, os pupilos do técnico Jorge Jesus, deram uma pálida imagem do seu valor, não conseguindo repetir as boas exibições realizadas nos últimos jogos, a que não é alheio o forte surto de gripe que afastou vários jogadores da partida, assim como obrigou outros tantos a actuarem com gripe e febre elevada.

Os primeiros lances de perigo foram para a equipa adversária, com Dame N´doye em plano de evidência, muito rápido e activo.

Aos 6 minutos, Mancuso, após boa assistência de Silas, defere um remate forte e colocado, que passou muito perto da baliza de Pedro Roma, naquele que foi o primeiro lance de perigo para a nossa equipa.

Aos 13 minutos, Cândido Costa cruzou a bola do lado direito do ataque, e Dady, numa posição previligiada, a cabecear a bola defeituosamente, com tudo para fazer o golo.

O mesmo Dady, sempre em plano de evidência, testou a atenção de Pedro Roma aos 19 minutos, com um remate forte de longa distância.

Do lado da Académica, sempre Dame N´doye a colocar em sentido a defesa azul, desta vez com um remate perigoso que Costinha defendeu.

Aos 31 minutos de jogo, Eliseu fugiu pelo lado esquerdo do ataque e assiste o jovem Mano - que surgiu no onze titular no lugar do adoentado Rúben Amorim - que com um desvio de primeira, quase fez golo, com a bola a sair muito perto do poste contrário, sem qualquer hipótese de defesa para Pedro Roma.

Pouco depois, aos 35 minutos, Silas isola-se e efectua um brilhante trebalho individual, tirando um defesa do caminho e rematando forte para boa intervenção do guarda-redes contrário.

A última oportunidade de golo da primeira parte, foi para a equipa contrária, com Gyano a possibilitar a Costinha uma grande intervenção.

O intervalo chegou com o nulo no marcador, resultado que se aceitava, pese o facto das duas equipas poderem ter marcado nos primeiros 45 minutos.

No regresso dos balneários, a equipa contrária surgiu mais forte, e nos primeiros minutos dispôs de algumas situações de perigo, com destaque para um lance onde Gyano esteve muito perto de marcar.

O técnico Jorge Jesus, vendo que a sua equipa estava a perder o duelo do meio-campo, fez entrar Djurdjevic para o lugar do jovem Mano, aos 55 minutos, procurando dar mais agressividade à equipa.

Pouco depois, aos 62 minutos, foi a vez de Carlitos entrar para o lugar de Cândido Costa, para dar mais acutilância ao flanco direito do ataque azul.

Aos 68 minutos, Rodrigo Alvim, na marcação de um livre directo de longa distância, obrigou Pedro Roma a uma boa intervenção.

Aos 70 minutos, seria a vez de Fernando entrar para o lugar de Eliseu.

Numa fase em que o jogo estava mais morno, aos 71 minutos, a Académica inaugurou o marcador, por intermédio de Nestor, que após boa assistência de Dame N´doye, executa um bom trabalho individual e remata sem hipótese de defesa para Costinha.

Temeu-se o pior, mas logo de seguida, aos 73 minutos, o Belenenses empatou a partida, por intermédio de Nivaldo, que repondeu com um cabeceamento colocado a um livre marcado por Mancuso.

Seguiu-se um período de motivação da equipa do Restelo, com a Académica a acusar o golo sofrido, e nos minutos seguinte ao empate, adivinhou-se o segundo golo azul, com a equipa a encostar o adversário à sua área e a disfrutar de alguns lances perigosos.

No entanto, o pior estava por acontecer. Aos 85 minutos, a Académica benificiou de um livre directo, relativamente afastado da área azul, e Lino rematou colocado, com pouca força, para o que parecia uma defesa tranquila de Costinha, que porém, largou a bola perfeitamente controlada para o fundo da sua baliza, num lance completamente inacreditável e infeliz.

A Académica fazia o golo da vitória num lance com clara responsabilidade para Costinha, que estava até ao momento, a efectuar uma das suas melhores exibições ao serviço do Belenenses.

O jogo terminou pouco depois, com uma derrota da nossa equipa, fruto de um lance infeliz, numa partida onde o empate seria o resultado mais justo para o futebol praticado pelas duas equipas.

Ficha do Jogo:

Estádio do Restelo

Árbitro: João Vilas Boas, da AF Braga, auxiliado por Tomás Santos e por Fernando Pereira, também da AF Braga.

Belenenses: Costinha; Amaral, Rolando, Nivaldo e Rodrigo Alvim; Mancuso e Mano (Djurdjevic, 55m); Cândido Costa (Carlitos, 62m), Silas e Eliseu (Fernando, 70m); Dady.

Académica: Pedro Roma; Paulo Sérgio, Litos, Kaká e Vítor Vinha (Nestor, 64m); Roberto Brum (Nuno Piloto, 86m), Alexandre e Filipe Teixeira; Dame N´doye, Gyano (Pitbull, 59m) e Lino.

Golos: Gyano (71m), Nivaldo (73m) e Lino (85m).

Disciplina: Cartão Amarelo a Rodrigo Alvim (68m), Nestor (71m) e Fernando (90m).

Resultado Final: Belenenses 1-2 Académica

1 Comments:

  • At 23/2/07 20:18, Anonymous Por um Belém com Futuro! said…

    Caros Amigos,

    A partir de hoje, podem consultar todos os dados relativos à candidatura "Por um Belém com Futuro!" no nosso blog belemcomfuturo.blogspot.com.

    Convidamos todos os Belenenses a visitarem-nos e a colocarem-nos dúvidas e questões. Assumimos desde já o compromisso de publicar no blog todas as nossas comunicações, mesmo antes de seguirem para a comunicação social.

    Um abraço,

    A Comissão Executiva

     

Enviar um comentário

<< Home